sábado, 5 de março de 2016

Sequestro relâmpago

"Art. 218. Se, regularmente intimada, a testemunha deixar de comparecer sem motivo justificado, o juiz poderá requisitar à autoridade policial a sua apresentação ou determinar seja conduzida por oficial de justiça, que poderá solicitar o auxílio da força pública".Código do Processo Penal
DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941
Trocando em miúdos, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi vítima de um SEQUESTRO RELÂMPAGO, prática muito comum da Polícia Federal naqueles idos de arbítrio que o juiz Sérgio Fernando Moro, de 43 anos, está reintroduzindo com toda pompa, deixando até antigos oficiais de queixo caído.
Não é exagero panfletário: O ex-presidente da República foi acordado por um aparato de camisas pretas (Como as tropas não militares de Hitler) sob os holofotes carregadas das televisões amigas, numa manobra para dar sequência espetaculosa ao que seria a delação premiada do senador Delcídio Amaral, ajudando também a ocultar a repercussão da decisão do STF que deixou o capo Eduardo Cunha em maus lençóis.
Cheio de dedos, por que sabiam da violência explícita contra o artigo 218 do Código do Processo Penal, os policiais o levaram o ex-presidente da República na marra, derramando lágrimas de crocodilos, embora o metalúrgico sagaz tenha tido a oportuna tranquilidade para não oferecer resistência, desejo dos mandantes do SEQUESTRO RELÂMPAGO.
Era mais um espetáculo pirotécnico que um governo confuso deixava acontecer em nome do Estado de Direito, mesmo sabendo que esse tal Estado de Direito se tornou uma grande pilhéria: Ministério Publico e Polícia Federal, com armaduras de polícias políticas, só têm olhos para determinados alvos. O provecto FHC, que fornicou com a pecúnia da concessionária monopolista dos free shopping dos aeroportos, anda por aí, lépido e fagueiro, posando de machão, tendo seu caso se convertido numa "questão de foro íntimo".
Mais que uma farsa o nosso Estado de Direito é uma fraude semântica. Policiais federais e aqueles procuradores com cara de assexuados da falecida TFP invariavelmente vazam depoimentos sigilosos e nada lhes acontece. Até conversas nos cárceres eles gravam e, vamos e venhamos, essas "preciosidades" não chegam à mídia sem uma boa compensação, da melhor espécie.
Eu mesmo me pergunto: qual a diferença entre a ditadura militar de um monte de generais e o Brasil de hoje, entregue a um único juiz de primeira instância que atropela as leis e cláusulas pétreas como a presunção da inocência?
Dou uma mariola de Pacatuba a quem responder sem partidarismo por que a "Lava Jato" foi cair nas mãos de um juiz de Curitiba, cidade que nada tem com as águas turvas da Petrobrás? Que tem caroço nesse angu, ah, juro por tudo quanto é sagrado que tem.
O fato positivo da SEQUESTRO RELÂMPAGO de um ex-presidente da República é que ele e os defensores do verdadeiro Estado de Direito abriram os olhos. O GOLPE É A VERA, É PRA JÁ, AS CARTAS MARCADAS ESTÃO À MOSTRA E SE CONTINUAR COM A BUNDA SENTADA TOMANDO HORAS DE PURGANTES DA TELEVISÃO, A MASSA NÃO HIPNOTIZADA A VAI ACORDAR TARDE DEMAIS. A casa vai cair em suas cabeças.
Cada dia amanhecerá com a notícia de novos SEQUESTROS RELÂMPADOS (E ENCARCERAMENTOS), PARA FORÇAR NOVAS DELAÇÕES PREMIADAS ( A BRUXARIA EM QUE QUALQUER UM VIRA DONO DA VERDADE, DESDE QUE AJUDE A DERRUBAR A DILMA).
E assim PER OMNIA SAECULA SAECULORUM enquanto o japonês da Federal et caterva fazem a festa.

7 comentários:

  1. Sérgio Amorim2:09 PM

    Caro Porfírio. O art. 219, que você citou, refere-se à testemunha. O seu ídolo, o honestíssimo Lula, foi conduzido como investigado. Veja bem quem deve ir ou quem deve voltar à faculdade.

    ResponderExcluir
  2. Sérgio Amorim2:11 PM

    Para que não diga que eu devo voltar aos bancos escolares, retifico: o artigo é o 218 (duzentos e dezoito!).

    ResponderExcluir
  3. Anônimo7:07 PM

    Pré-Sal = Petróleo = Chevron = Exxon = Rockefeller = Wall Street = Bibi de Israel = USA = CIA = MPF do Moro = PF do Daiello = STF do Gilmar = Senado do Renan = Câmara do Cunha = Casa Grande Brasileira (gananciosa, elitista, aculturada e entreguista) = GLOBO = FOLHA SP = ESTADÃO SP = MÍDIA AMESTRADA e GOLPISTA = P$DB (e aliados) = GOLPE pela TOGA
    Obs.:
    Para cada R$ 1,00 desviado pelo PT, o P$DB desviou R$ 1.000.000,00, e, o PSDB é sempre ACOBERTADO por esta Justiça Parcial.

    ResponderExcluir
  4. Sérgio Amorim7:18 PM

    Quer dizer que roubar pouco pode?Para mim,cadeia para todos, democraticamente.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista desde 1961, quando foi ser repórter da ÚLTIMA HORA, PEDRO PORFÍRIO acumulou experiências em todos os segmentos da comunicação. Trabalhou também nos jornais O DIA e CORREIO DA MANHÃ, TRIBUNA DA IMPRENSA, da qual foi seu chefe de Redação, nas revistas MANCHETE, FATOS & FOTOS, dirigiu a Central Bloch de Fotonovelas. Chefiou a Reportagem da Tv Tupi, foi redator da Radio Tupi teve programa diário na RÁDIO CARIOCA. Em propaganda, trabalhou nas agências Alton, Focus e foi gerente da Canto e Mello. Foi assessor de relações públicas da ACESITA e assessor de imprensa de várias companhias teatrais. Teatrólogo, escreveu e encenou 8 peças, no período de 1973 a 1982, tendo ganho o maior prêmio da crítica com sua comédia O BOM BURGUÊS. Escreveu e publicou 7 livros, entre os quais O PODER DA RUA, O ASSASSINO DAS SEXTAS-FEIRAS e CONFISSÕES DE UM INCONFORMISTA. Foi coordenador das regiões administrativas da Zona Norte, presidente do Conselho de Contribuintes e, por duas vezes, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social. Exerceu também mandatos em 4 legislaturas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, sendo autor de leis de grande repercussão social.