segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Dilma mantém dianteira na enquete e quem paga o pato sou eu

Dilma está com 160 (47%) das 336 indicações postadas. José Serra tem 147 indicações (43%).

Embora esteja cada vez mais propenso a anular o voto, dois ou três possessos mais desequilibrados, que destilam ódio por todos os poros contra Lula e sua candidata, resolveram descarregar sobre mim toda a ira acumulada em função da mudança do placar na enquete do blog PORFÍRIO LIVRE, que resulta de manifestações espontâneas dos leitores.
Um pôs em dúvida a lisura da enquete, alegando que uma pessoa pode votar mais de uma vez num candidato. Antes de recorrer a essa ferramenta do “Blogspot”, fiz questão de testar. Ante essa suspeita, voltei a simular uma tentativa de dar o mesmo voto para um candidato mais de uma vez.
Pelo que constatei, você pode até votar a segunda vez, mas o programa não contabiliza. A única coisa que admite é a mudança do voto. Se uma pessoa tem mais de um computador, aí pode votar de novo, porque o bloqueio é feito ao IP.
Não pensava nem em fazer a enquete no segundo turno. Mas atendi a sugestões de alguns leitores, que haviam votado na primeira, referente ao primeiro turno.
Outro, porém, extrapolou. Tal foi a contundência de suas imprecações, que faço questão de transcrevê-las abaixo, para que você tenha uma noção do que os bolsões da intolerância e da demência são capazes. Honestamente, eu não esperava tanta grosseria só por ter divulgado a notícia de que Dilma havia ultrapassado Serra na última apuração, às seis horas da manhã do dia 24.
Fiquei pensando com meus botões: elementos tão amargos e tão agressivos ainda existem aos borbotões e acabam cumprindo a pior das tarefas – jogar os indecisos no colo do adversário.
Atribuo tudo isso ao baixo índice de politização e de espírito público, como subproduto temporão dos malditos anos de chumbo. Independente do resultado, que não posso prevê, que uma enquete despretensiosa não pode influir, faço um apelo às pessoas lúcidas para que dediquem algum tempo de suas rotinas à discussão política. Daqui a dois anos, teremos eleições municipais. E se não houver uma reflexão profunda da cidadania, o nível dos mandatários cairá mais ainda, cristalizando um confronto real entre os poderes públicos e a sociedade indefesa.
Os números de hoje conservam Dilma na dianteira com 160 (47%) das 336 indicações postadas. José Serra tem nesta apuração 147 indicações (43%). Os votos nulos somam 24 (7%), os indecisos caíram de 5 para 4 (alguém mudou o voto) e há uma indicação de um sufrágio em branco.
Você tem ainda 5 dias para expressar seu voto ou para mudá-lo. Só não pode é votar duas vezes do mesmo computador. Clique aqui e vote. Depois, confira o resultado.
A ira de um leitor pode revelar desespero
Agora veja esse comentário que recebi, só por ter divulgado que a candidata Dilma ultrapassou Serra na enquete do meu blog. Creio ser dispensável identificar seu autor:
“Porfírio,
Pelo visto vc. aderiu de vez à politicagem demagógica e eufemística meu caro. Porque não declara claramente e de uma vez por todas que seu voto é da boneca de ventríloquo do molusco e do Dirceu? Seja razoável e não agrida a inteligência dos mais atentos e esclarecidos meu amigo. Verifica e me conteste caso tiveres base para tanto, se por “uma obra do acaso” a reversão dos resultados de sua “enquete” não se deu “coincidentemente” logo após você postar seu último verborrágico artigo cheio de “elogios” ao candidato vice do Serra? Ora meu caro, de manipulações espúrias em cima da massa ignara e com cultura oportunista como a do nosso povão de “cultura gersiana” já estou farto. Portanto, os artigos por vc. postados acabam de passar recibo de sua ostensiva militância e propaganda pró-status-quo e já deixou de muito de ter uma aparente independência e eqüidistância isenta. Chega de enganação e demagogia, e faça-me o favor retire meu email de seus contatos de uma vez por todas ok? Estão começando a dar náuseas.
Não queira se passar por uma “Imaculada Conceição” isenta, pois suas reais e claramente subliminares intenções são extremamente óbvias. (Talvez seja mais um preocupado em perder mordomias, quiçá seu passe já não tenha sido comprado com a bolada de indenização e não está também recebendo uma bolsa-terrorismo, não é mesmo?) Pare ao menos de tentar vender a falsa imagem de isento de posição cumpanheiro, já está pegando muito mal além de já ter sido claramente identificada sua verdadeira natureza ideológica e subversivamente altamente reacionária. Talvez ainda a nível de inconsciente mas seguramente és mais um sanguinário pronto a pegar em armas e encostar “democraticamente” seus adversários (no seu caso e de todos os petralhas, seus opositores de opinião não são adversários, mas sim inimigos, não é mesmo?) num novo Paredon. Lamentável que esteja a serviço dessa corja de oportunistas, mas sendo mais um oportunista, tenho de admitir que seu posicionamento tem coerência. Mas lembre-se bem de uma coisa camarada Porfírio, os fins nunca justificam os meios! Vocês já foram forçados a pagar um alto preço pela tentativa de impor uma ditadura e continuam “viajando na maionese oportunista” suportados na ignorância do povão sustentado pelas bolsas-estômago, demagogicamente convictos que esse deva ser o regime a ser implantado no país a qualquer preço. Evidencia-se portanto o que eu lhe respondi no primeiro artigo, ou seja: retire de vez a sua mascara de falso democrático e isento de ideologia disseminando artigos isentos de tendencionamentos e assuma de vez sua vociferação reacionária-sanguinária. Na realidade não há a mínima necessidade de “uma auto-análise mais profunda para verificar se talvez inconscientemente vc. também ainda não carrega nas entranhas a sede de sangue Castrista-CheGuevarista-Stalinista!”que lhe sugeri na resposta a seu artigo de desfiliação do PSDB. A pesar de eu condenar o método de punição, não foi por nada vc. foi preso e torturado como diz ter sido, pois vc. faz parte ativa e militante até hoje do núcleo subversivo mais danoso à preservação da ordem democrática. Cuidado para não se picar com seu próprio veneno mais uma vez, mas principalmente, atenção redobrada para quando estiver no leito de morte não vir se arrepender de sua atuação em vida, ao estilo Fidel Castro, que hoje já admitiu em público que “seu” sistema não funciona! Será tarde demais, ao se perguntar de que terão valido milhares e até milhões de assassinatos de opositores às idéias marxistas no mundo, se ao final o pragmatismo corruptor hebraico será o que irá comandar o mundo em breve através da sua plutocracia financeira. Fica mais uma vez a recomendação de que faça uma reexame de suas convicções meu caro”.

13 comentários:

  1. Maria Helena7:18 AM

    Meu querido amigo Pedro,

    Sinceramente creio que este leitor que lhe pede para retirar seu nome da sua lista de emails, na verdade, está lhe fazendo um favor.
    Tive medo. Ele se refere a você como tendo uma "natureza ideológica e subversivamente altamente reacionária". Meu Deus! Olha só quem fala em reacionarismo! Tudo porque você cometeu o pecado de fazer uma enquete eletrônica para ver entre seus leitores quem seria o candidato mais votado. Acabou sendo acusado de manipular a mesma enquete.
    Fico estarrecida com o ódio que essas pessoas nutrem por A ou B. Sim, porque também deve haver entre os eleitores de Dilma, com certeza, pessoas que odeiam o Serra.
    A infantilidade da reação soa até mesmo ridícula. Infelizmente, esse tipo de gente é que está sujeito à manipulação da mídia, não consegue ter um olhar crítico ISENTO.
    Se lhe servir de consolo, na comunidade do Orkut da qual sou uma das moderadoras, alguém abriu uma enquete em que o resultado final foi: Dilma com 38 votos (46%), Serra com 30 votos (37%), brando/nulo com 9 votos (11%) e nem "vou sair de casa" com 4 votos (4%), totalizando 81 votos num universo de 61.875 membros.
    Detalhe importante: um membro qualquer da comunidade abriu a enquete. (Eu nem sabia e não votei, fui agora conferir.) E no caso do Orkut, não há como votar mais de uma vez, nem há a possibilidade de manipulação dos resultados, a não ser que alguém faça um lobby entre seus amigos para dar um resultado do seu agrado. Mesmo assim há a possibilidade do imponderável, já que a enquete é aberta a todos os membros.
    Outro detalhe curioso: dos quatro moderadores da comunidade, um é eleitor do Serra, outro foi eleitor do Plínio, votando nulo agora, e os outros dois votaram e votarão em Dilma, tendo cogitado votar em Marina da primeira vez.
    Democracia é isso, não? Somos amigos os quatro e, mesmo tendo posições político-ideológicas distintas, todos nos respeitamos. Na comunidade também há os que vociferam contra um ou outro candidato, mas aos moderadores cabe controlar as ofensas pessoais entre os membros. De resto, nossa tribuna é livre.
    Lamento que existam pessoas com esse ranço reacionário tão obtuso.
    Respeito você demais para deixar passar em branco um comentário tão injusto e intolerante.
    Continuo admirando sua coragem em se expor tão abertamente, em fazer seu "mea culpa" publicamente, como o tem feito quando sente necessidade. Por tudo isso e muito mais continua merecendo minha admiração cada vez mais, ainda que não compartilhemos da mesma escolha.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Maria Helena8:11 AM

    Meu querido amigo Pedro,

    Sinceramente, este leitor que lhe pede para que retire seu nome da sua lista de email, na verdade, está lhe fazendo um favor.
    Tive medo. Meu Deus! Ao dizer que sua “verdadeira natureza ideológica e subversivamente altamente reacionária” (sic) ele não consegue ver que o reacionário é ele.
    Tudo porque você cometeu o pecado de fazer uma enquete eletrônica para ver, entre seus leitores, qual o candidato seria o mais votado. Lamentável que ainda haja gente que destile ódio por um ou outro candidato. Sim, porque também há os que nutrem ódio pelo Serra. Isso só mostra que esse tipo de gente é que nem gado, que se deixa levar pela mídia. São pessoas incapazes de fazer uma leitura crítica. O mais incrível é que ele partiu do pressuposto equivocado de que você irá votar em Dilma, só porque ela levou a melhor na sua enquete. “Pessoalmente, ainda me incluo entre os indecisos” foi o que li no seu penúltimo email.

    Se lhe servir de consolo, na comunidade do Orkut da qual sou uma das moderadoras, um membro abriu uma enquete com o mesmo objetivo. O resultado foi: Dilma com 38 votos (46%); Serra com 30 votos (37%); branco/nulo com 9 votos e “nem vou sair de casa!” com 4 votos (4%), num total de 81 votos, num universo de 61.875 membros.
    Detalhe: no Orkut não se pode votar mais de uma vez, nem tampouco manipular os resultados, ainda que alguém faça um lobby para que o resultado favoreça o candidato de sua preferência obtenha mais votos, porque há sempre o imponderável, já que a comunidade tem mais de 60 mil membros. Eu não votei, nem sabia da enquete, que já foi encerrada. Só agora fui conferir.
    Mais um detalhe: somos quatro moderadores, sendo que um é eleitor de Serra, o outro foi eleitor de Plínio, votando nulo agora, e os outros dois votaram e votarão em Dilma, tendo cogitado votar em Marina da primeira vez. Isso é democracia, não? Apesar das nossas distinções político-ideológicas, todos nos respeitamos profundamente e somos amigos.

    Admiro sua coragem de se expor, de fazer seu mea culpa quando sente que deve fazê-lo e, portanto, não vou deixar passar em branco a chance de comentar esse episódio que chega a ser ridículo de tão infantil. Continuo admirando-o por toda a sua biografia e coerência, ainda que desta vez não tenhamos feito a mesma escolha.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Porfírio, eu sei que é difícil, mas você poderia começar uma campanha para o voto nulo. Eu estou na dúvida entre Serra e nulo, no seu blog dei o meu primeiro voto nulo. Não quero que o Serra consiga bater no peito e dizer dono de 40 mi. de votos. A campanha no nulo vai dar força para uma terceira via. Temos que começar a construir uma aliança entre os partidos satélites de um lado e de outro. Pós-comunistas, trabalhistas, verdes e socialistas já começam a ter uma musculatura eleitoral que pode romper com essas amarras. aBs

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente, não consigo levar a sério uma pessoa que escreve "a pesar" e "a nível de". Entretanto, em que pese eu duvidar se esta pessoa sequer entende o que escreve, muito me chamou a atenção a seguinte oração "A pesar (SIC) de eu condenar o método de punição, não foi por nada vc. foi preso (SIC) e torturado como diz ter sido, pois vc. faz parte ativa e militante até hoje do núcleo subversivo mais danoso à preservação da ordem democrática". Grifei. Não era mais ou menos isso que nossos ditadores pregavam para tentar legitimar a tortura e até mesmo a existência da ditadura?!
    Só uma observação. Para quem sabe ler um pingo é letra.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11:50 AM

    Caro Pedro:

    Veja bem, tenho 50 anos, sou coronel do Exército da reserva, razoavelmente jovem quando passei para a inatividade há 5 anos; e ainda labuto na área da educação: sou professor universitário no DF e no interior de MG. Não pelo contacto com o ambiente acadêmico, mas penso que é da índole da nova oficialidade das FFAA um comportamento sóbrio e conciliador, sem saltos bruscos de paixão. Fiquei chocado com a carta desse leitor...eu, militar da reserva, heim?! Imagino você e outros que nos lêem aqui. Como vc bem disse, meu caro, atitudes rancorosas desse gênero acabam por transferir votos para o lado contrário ao do agressor verbal (espero que só fique mesmo no verbo). Votei no Serra, de coração partido, porque sei bem do desastre que foi a Era FHC para o País e, particularmente, para o funcionalismo público, mas nem por isso amaldiçôo ou desdenho de quem vote na Dilma. Cada um tem as suas razões e não nos cabe julgar ninguém. Não rompo com amigos, não grito impropérios acalorados em rodas de conversa sobre o tema, porque isso é uma atitude arrogante e até fundamentalista, que não convence (pode até vencer, pela força ou pelo medo que o destemperado possa imprimir ao seu interlocutor, mas não cativa o espírito). Jean Rostand, filósofo fr. já dizia: "O sábio não se acha o dono da verdade como o fanático. O primeiro é um eterno peregrino na sua busca, enquanto o segundo se ilude que a possui, quando na verdade colecionou algumas certezas". Voto no Serra por uma questão de foro íntimo cartesianista: É SALUTAR A ALTERNÂNCIA NO PODER. Tanto que, aqui, no DF, votarei também de coração partido no PT (Agnelo), por falta de opção, mas manter alguém que representa a continuidade de 14 anos de desmandos e politicagem do gênero vassalo-burgomestre, ah!, prefiro qualquer coisa que seja diferente. Espero que o leitor inconformado contigo não me julgue um traidor. Ele até que escreve muito bem, mas precisa rever os seus pontos de vista numa sociedade pluralista e, pelo menos por enquanto, que permite ao cidadão a livre expressão do seu pensamento. Paulo Cesar

    ResponderExcluir
  6. Anônimo11:51 AM

    Caro Pedro:

    Veja bem, tenho 50 anos, sou coronel do Exército da reserva, razoavelmente jovem quando passei para a inatividade há 5 anos; e ainda labuto na área da educação: sou professor universitário no DF e no interior de MG. Não pelo contacto com o ambiente acadêmico, mas penso que é da índole da nova oficialidade das FFAA um comportamento sóbrio e conciliador, sem saltos bruscos de paixão. Fiquei chocado com a carta desse leitor...eu, militar da reserva, heim?! Imagino você e outros que nos lêem aqui. Como vc bem disse, meu caro, atitudes rancorosas desse gênero acabam por transferir votos para o lado contrário ao do agressor verbal (espero que só fique mesmo no verbo). Votei no Serra, de coração partido, porque sei bem do desastre que foi a Era FHC para o País e, particularmente, para o funcionalismo público, mas nem por isso amaldiçôo ou desdenho de quem vote na Dilma. Cada um tem as suas razões e não nos cabe julgar ninguém. (continua) Paulo César

    ResponderExcluir
  7. Anônimo11:51 AM

    (Continuação de Paulo César)Não rompo com amigos, não grito impropérios acalorados em rodas de conversa sobre o tema, porque isso é uma atitude arrogante e até fundamentalista, que não convence (pode até vencer, pela força ou pelo medo que o destemperado possa imprimir ao seu interlocutor, mas não cativa o espírito). Jean Rostand, filósofo fr. já dizia: "O sábio não se acha o dono da verdade como o fanático. O primeiro é um eterno peregrino na sua busca, enquanto o segundo se ilude que a possui, quando na verdade colecionou algumas certezas". Voto no Serra por uma questão de foro íntimo cartesianista: É SALUTAR A ALTERNÂNCIA NO PODER. Tanto que, aqui, no DF, votarei também de coração partido no PT (Agnelo), por falta de opção, mas manter alguém que representa a continuidade de 14 anos de desmandos e politicagem do gênero vassalo-burgomestre, ah!, prefiro qualquer coisa que seja diferente. Espero que o leitor inconformado contigo não me julgue um traidor. Ele até que escreve muito bem, mas precisa rever os seus pontos de vista numa sociedade pluralista e, pelo menos por enquanto, que permite ao cidadão a livre expressão do seu pensamento. Paulo Cesar

    ResponderExcluir
  8. Anônimo12:07 PM

    Caro Pedro
    Acredito que o missivista destilou o ódio dele não contra você mas, contra o que ele considera "do mal", hehehe...
    É claro que, muitos já estão sofrendo com a pseudo ditadura que está e a que pode vir aí, como o pessoal da finada Varig e os aposentados do Aerus. Sabemos que foi uma questão política o caos aéreo como é praxe nos regimes autoritários. Tanto faz que tipo de regime...
    "DO CAOS SE FAZ UMA NOVA ORDEM" É isso que na verdade é reocupante, principalmente com o cerceamento da liberdade de imprensa como querem tão fervorosamente aqueles que estão no momento no poder!
    Acho legal ler o que diz o Hélio Bicudo no manifesto a democracia!
    Um grande beijo de uma fã! Desculpe se postei como anônima. Mas vc. conhece meu IP.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo4:06 PM

    Amigo Pedro, a verborreia mostra claramente um indigente intelectual, que pensa que é, não se dá ao trabalho de verificar os fatos, pesquisar um pouco do passado, onde uma veja reacionária mostrava todas as mazelas dos idos FHC, a compra de um congresso para aprovar uma reeleição, a roubalheira das privatizações, onde os cofres públicos não sentiram o cheiro de uma nota fria sequer, onde nas telecomunicações a arrecadação ficava toda dentro do país, agora vai toda para fora como lucro, se paga uma telefonia das mais caras do mundo, e os idiotas não conseguem enchergar isso. que essa derrama toda de clelulares, 90% é de cartão e é tudo igual a pai de santo só recebe, colocam "dez reau" só para manter a linha e engordar os cofres dessa corja, e dão de graça pois nao usam. Democracia é respeitar a opinião alheia, mas não ofender.
    Eu fiquei triste quando o amigo se filiou ao PSDB, nada lhe disse, pois os tucanos já eram contestados até mesmo pelo gov Mario Covas um dos fundadores do partido. Que se foi discordando da política implantada pelo FHC, pois sabia desta traição. Conteste quem quizer, mas deixem de ser preguisosos e vão pesquisar na imprensa em reportagens passadas. falam que os cumpanheiros estão na mamata, e os que estiveram nos mesmos postos no passado, eram santos? Não recebiam ou auferiam os mesmso benefícios?
    Não votei na Dilma e muito menos no Serra, porque considero nenhum dos dois merecerem meu voto. Mas sinceramente pelo que ando vendo, acredito que o país estará melhor na mão da dilma do que na do Serra com essa corja de traidores.
    Que o Lula traiu as promessas não tenho dúvidas, mas que essa melhora aparente veio dele, isso veio.
    Não quer receber mais o e-mail, é simples classifica-o como spam, e apenas esvasie a caixa de spans sem abrir um sequer.
    Sinceramente estou de saco cheio de analfabetos políticos! Apenas dou risadas da cara deles, um dia falo-lhes uma coisa no dia seguinte outra, só para deixa-los confusos. Me divirto com isto.
    Um abraço Pedro

    ResponderExcluir
  10. nilo walter5:29 PM

    Prezado Porfírio .

    O início do texto do leitor sobre a enquete eletrõnica é da mais pura intolerância e altamente preconceituosa .

    Ele escreveu : "" Seja razoável e não agrida a inteligência dos mais atentos e esclarecidos meu amigo "" .
    Os que não comungam com as idéias deste intelectualóide são carimbados como analfabetos, etc .
    Serra teve a capacidade de ressuscitar os anjos negros do golpe militar de 64. Você se lembra muito bem tal como eu .Mas a verdade vencerá a mentira e os golpistas .

    ResponderExcluir
  11. Independente da opinião de cada um, fico muito feliz com as manifestações aqui postadas. Espero que a voz da matueridade prevaela na compreensão de que o princípio do contrataditório não se alimenta de agressões e aleivosias. Seria bom que continuásemos debatetendo, indepdente do resultado das eleições de domingo.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo6:48 PM

    distinto amigo Porfirio, li e fiquei indignado com a posição dessa pessoa que tentou macular sua imagem de homem honrado e sério que é voce. Essa figura deve ser um milita que participou de tortura ou se deleitou com as mortes e assassinatos durante a ditadura militar, nunca tinha visto tanto ódio, até mesmo nós outros que sofremos durante a ditadura militar não sonseguimos ter ódio de pessoas, mesmo aqueles que nos torturaram, nosso ódio é contra o sistema capitalista que é responsável por todos esses males que lutamos contra. Esse homem se não é o que descrevi com certeza é um doente em fase cronica e terminal; retire seu nome da lista de seus admiradores e coloque no lixo que é lá o lugar dele.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista desde 1961, quando foi ser repórter da ÚLTIMA HORA, PEDRO PORFÍRIO acumulou experiências em todos os segmentos da comunicação. Trabalhou também nos jornais O DIA e CORREIO DA MANHÃ, TRIBUNA DA IMPRENSA, da qual foi seu chefe de Redação, nas revistas MANCHETE, FATOS & FOTOS, dirigiu a Central Bloch de Fotonovelas. Chefiou a Reportagem da Tv Tupi, foi redator da Radio Tupi teve programa diário na RÁDIO CARIOCA. Em propaganda, trabalhou nas agências Alton, Focus e foi gerente da Canto e Mello. Foi assessor de relações públicas da ACESITA e assessor de imprensa de várias companhias teatrais. Teatrólogo, escreveu e encenou 8 peças, no período de 1973 a 1982, tendo ganho o maior prêmio da crítica com sua comédia O BOM BURGUÊS. Escreveu e publicou 7 livros, entre os quais O PODER DA RUA, O ASSASSINO DAS SEXTAS-FEIRAS e CONFISSÕES DE UM INCONFORMISTA. Foi coordenador das regiões administrativas da Zona Norte, presidente do Conselho de Contribuintes e, por duas vezes, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social. Exerceu também mandatos em 4 legislaturas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, sendo autor de leis de grande repercussão social.