domingo, 29 de agosto de 2010

Opinião em frases que chocam (ou não) e fotos que revelam (ou não)

A lei da ficha limpa é uma ilusória cortina de fumaça. Se fosse real, não seriam candidatos políticos manjados como Renan Calheiros, Picciani, Joaquim Roriz, Quércia e os “mensaleiros”.
***
Nossa Justiça dá o pior exemplo do que seja justiça: magistrados pegos com a mão na massa são “condenados” a aposentadorias milionárias.
***
Não há maior engodo do que chamar qualquer palpiteiro de cientista político.
***
Estou começando a achar que Sócrates está mais atual do que nunca em sua crítica à democracia.
***
Nada enlameia tanto o processo eleitoral como a divulgação prévia de pesquisas. Elas não refletem a realidade, por sua própria fórmula: tenho 67 anos e jamais fui “perguntado sobre meus candidatos”, nem ninguém na minha família, nem ninguém que eu conheça.
***
Ainda que as pesquisas fossem o espelho da realidade – e não são – só serviriam para dispensar as campanhas eleitorais e o próprio comparecimento às urnas, pois forjam um cenário que antecipa o “resultado”, desmobiliza os “derrotados” e favorece os “vencedores”  de véspera junto aos financiadores de campanha.
***
Se financiador de campanha prefere quem vai ganhar, boa coisa não está tramando.
***
Não há maior falácia do que defender a liberdade de expressão, quando perseguem as rádios comunitárias, de grande utilidade para o bairro, enquanto as concessões “legais” favorecem sempre os políticos e os grandes grupos midiáticos.
***
Quando prendem capitães da PM do Rio de Janeiro roubando fios de fibra ótica na calada da noite é porque a degeneração da corporação é ampla, geral e irrestrita e a polícia já chegou ao fundo do poço.
***
Queria entender melhor os homens, especialmente os políticos: se Lula acusou Sarney de ser ladrão, por que hoje está de mãos dadas com ele? Se Requião dizia cobras e lagartos do Osmar Dias na última eleição, por que hoje o recomenda como seu candidato a governador? Se a “nação petista” faturou anos o “fora Collor”, porque agora está no “volta Collor?” (a propósito clique AQUI em  e ouça o jingle do presidente cassado como corrupto).
***
Queria entender melhor as mulheres: Marina Silva foi ministra queridinha do Lula durante seis anos e meio; foi militante aguerrida do PT durante 30 anos.  Será que ela entrou nessa para confundir?
***
Enquanto a Justiça for intocável, enquanto magistrados corruptos ganharem aposentadorias milionárias ao invés de cadeia quando são pilhados vendendo sentenças, não reconheço autoridade nos que defendem a punição radical unilateral para os bandidos de pés de chinelo.
***
Se nossas urnas eletrônicas são tão “confiáveis”, por que essa resistência à imediata implantação da impressão do voto e do “voto biométrico”, como já existe em países como Venezuela e Bolívia?
***
Marqueteiros políticos são embustes do macrossistema de mistificação que assola o país. Muitos deles jamais se envolveram pessoalmente numa campanha eleitoral, não conhecem o cheiro do povo e adoram cantar de galo como se fossem donos da verdade.
***
Quando há sinais de derrota, todo mundo aparece para dar um palpite, apontar uma causa e oferecer a fórmula da reviravolta. Todos esquecem, porém, que uma vitória se constrói no camninhar de uma longa jornada.
***
Já que o humor foi liberado na campanha, sugiro que você dê uma olhada nas declarações de bens dos candidatos, publicadas no site do TSE - http://divulgacand2010.tse.jus.br/divulgacand2010/
***
O Sérgio Cabral, por exemplo, pôs na sua mansão em Porto Belo, na Costa Verde, o valor de R$ 200.000,00. Se você oferecer R$ 1 milhão na mão ele vai rir na sua cara. Seu vice, o Pezão, pôs seu apartamento na Barra da Tijuca com o valor de R$ 168.844,99.
***
Criticam o Lula por seu relacionamento cordial como o Mahmoud Ahmadinejad, do Irã, mas nada dizem de seus laços com Nicolas Paul Stéphane Sarközy de Nagy-Bocsa, que está fazendo uma política de limpeza étnica na França e deportando milhares de emigrantes.

Liberou geral? (As fotos que revelam ou não)
Placas pregadas em árvore desafiam a fiscalização do TER-RJ, e a Secretaria do
 Ambiente: esta é de Marcelo  Sereno, o federal do Zé Dirceu no Rio
<><><><>" src="http://2.bp.blogspot.com/_6vMNomUP3xc/THp8L0-A1rvore.jpg" />
Na campanha passada, a só podia ter placa na rua com o
plaqueiro junto. Agora, libetrou geral.  Será que a lei mudou e eu n]ao fiquei sabendo?

14 comentários:

  1. Dizem que a justiça é o pilar mais forte da democracia. Em se tratando de pilares, a democracia brasileira apoia-se sobre palafitas.

    ResponderExcluir
  2. vera vassouras6:59 PM

    Caríssimo Porfírio:

    Você sabe que eu assino tudo o que escreve, todavia, repetirei o que tenho afirmado há anos. Judiciário não é Justiça. Há um vício mecânico relacionado à palavra, confundindo o sistema com o conceito. Justiça é um sentimento que existe no coração de todos. É busca de harmonia e estética, portanto, é conceito moral. Judicíário é um sistema de poder, cujo objetivo é mantê-lo, ainda que seja amontoando cadáveres, adoecendo pessoas ou impedindo a evolução material e espiritual da epécie humana. O sistema judicial é o braço secular das injustiças, com seu pé fincado na era medieval e cujo cinismo é patológico. Nós sentimos isso na pele, em nossa pele e na pele dos despossuídos. Um dia, todos chamarão o sistema por seu nome: JUDI(ci)ÁRIO. Alguém disse que ler é a arte de se-pa-rar palavras. Todos membros do clã de Hitler (ou não).

    ResponderExcluir
  3. Prezado Porfírio,

    FHC Aliado a Serra ANOS 60,70,80,90 Paul Singer, Israel Klabin,Minc, Celso Lafer, Meirelles, Itagiba, Delfin Neto, Andreaza, Ruth Cardozo, substituída por Edgar Morin também sionista.
    E agora o que fazer? Se os que compartilham as mafiosas contas expropriadas do Estado estão aí elegendo e garantindo no poder seres do outro mundo, que eu não imaginava que pudessem novamente ter o descaramento de tentar se reeleger pela desnuda corrupção que realizaram aos cofres públicos desta nação. Como Paulo Maluf, Orestes Quércia, Marta Suplicy, Roberto Freire e outros que praticaram corrupção e nepotismo e vemos no dia-a-dia aparecerem nas telas da destruidora mídia golpista.

    Porfírio, Assim, como até nossos dias os homens não conseguem interpretar as mensagens “divinas” tamanha a sua ignorância. Mas, através de um aperfeiçoamento notável, pode-se mudar totalmente seu caráter de ORGULHOSO E MÁU pode tornar-se HUMILDE E HUMANO; - Mas para isso estes seres devem se arrepender verdadeiramente das suas más condutas. Diga-me! Senhor Porfírio, Qual político que está aí se reelegendo poderá nos dar este exemplo, para "virarem" o Brasil que está de cabeça para baixo?
    Abraços Fraternos
    Marilda Oliveira

    Leia:http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profiles/blogs/estrangeiros-usam-laranjas?xg_source=activity

    ResponderExcluir
  4. Anônimo11:36 PM

    A melhor que ouvi por esses dias foi do jornalista e radiakista Jorge Kajuru: "Quem mente rouba". Acrescento- mesmo que seja somente a verdade.

    ResponderExcluir
  5. Meu Caro Amigo Pedro que posso eu acrescentar ao que Vera Vassouras e Marilda Oliveira escreveram? Escreveram tudo sobre esse JUDIÁRIO que dá pelo nome poder judiciário e deveria salvaguardar nossa integridade física e mental, mas não passa de corja peçonhenta que representa uma farsa

    ResponderExcluir
  6. Anônimo5:01 AM

    [url=http://buyviagraonlinegn.com/#frjfu]viagra online[/url] - viagra online , http://buyviagraonlinegn.com/#yijek buy viagra

    ResponderExcluir
  7. Anônimo7:08 AM

    [url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#4688]accutane cost[/url] - accutane online , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#9975 accutane cost

    ResponderExcluir
  8. Anônimo8:37 AM

    [url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#11259]buy accutane[/url] - buy accutane , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#18133 cheap accutane

    ResponderExcluir
  9. Anônimo7:06 PM

    [url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#10385]accutane cost[/url] - buy accutane , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#16823 accutane no prescription

    ResponderExcluir
  10. Anônimo1:55 AM

    [url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#21090]accutane online[/url] - generic accutane , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#4724 accutane no prescription

    ResponderExcluir
  11. Anônimo1:00 PM

    [url=http://buyonlinelasixone.com/#757]cheap generic lasix[/url] - cheap lasix , http://buyonlinelasixone.com/#18000 cheap lasix

    ResponderExcluir
  12. Anônimo2:31 PM

    [url=http://buyonlinelasixone.com/#16860]buy lasix online[/url] - buy cheap lasix , http://buyonlinelasixone.com/#13095 lasix no prescription

    ResponderExcluir
  13. http://www.werdyab.com/2012/04/nkotb-werdyab.html
    http://www.textosypretextos.com.ar/un-perro-andaluz
    http://www.discador.org/discador/ig/
    http://www.forumanbieter.de/board/viewtopic.php?nxu=66096804nx1930&p=617&sid=673ce28e19ddf002c802b3e286686bde
    http://www.bombeiros.pt/galeria/details.php?image_id=23542

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista desde 1961, quando foi ser repórter da ÚLTIMA HORA, PEDRO PORFÍRIO acumulou experiências em todos os segmentos da comunicação. Trabalhou também nos jornais O DIA e CORREIO DA MANHÃ, TRIBUNA DA IMPRENSA, da qual foi seu chefe de Redação, nas revistas MANCHETE, FATOS & FOTOS, dirigiu a Central Bloch de Fotonovelas. Chefiou a Reportagem da Tv Tupi, foi redator da Radio Tupi teve programa diário na RÁDIO CARIOCA. Em propaganda, trabalhou nas agências Alton, Focus e foi gerente da Canto e Mello. Foi assessor de relações públicas da ACESITA e assessor de imprensa de várias companhias teatrais. Teatrólogo, escreveu e encenou 8 peças, no período de 1973 a 1982, tendo ganho o maior prêmio da crítica com sua comédia O BOM BURGUÊS. Escreveu e publicou 7 livros, entre os quais O PODER DA RUA, O ASSASSINO DAS SEXTAS-FEIRAS e CONFISSÕES DE UM INCONFORMISTA. Foi coordenador das regiões administrativas da Zona Norte, presidente do Conselho de Contribuintes e, por duas vezes, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social. Exerceu também mandatos em 4 legislaturas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, sendo autor de leis de grande repercussão social.