segunda-feira, 6 de julho de 2009

Lula e o jogo sujo do poder

Leila Brito escreve de Belo Horizonte

Lula nunca foi, não é e jamais será usado. O PODER é um jogo sujo de cartas marcadas e o Presidente joga esse jogo com plena consciência da REALIDADE. É claro que ele sabia que O GRAMPO da conversa entre Gilmar Mendes e Demóstenes Torres NÃO EXISTIA, e que tinha de ser inventado para tirar o Paulo Lacerda de cena e incriminar o Protógenes Queiroz (dois homens e funcionários públicos íntegros e honestos). Tinha de haver uma razão forte (e aí INVENTARAM O TAL GRAMPO de uma conversa que NÃO HOUVE, e também INVENTARAM QUE A ABIN TINHA COMPRADO EQUIPAMENTO DE ESCUTA para fazer o tal grampo), por esta única razão: "MELAR" A SATIAGRAHA e salvar Daniel Dantas e seus cúmplices: Verônica Dantas, Naji Nahas, Celso Pita etc. etc. da cadeia, incluindo-se aí, com destaque, Fernando Henrique Cardoso, Gilmar Mendes, Mangabeira Unger, Luiz Eduardo Greenhalgh, Carlos Rodenburg, Sérgio Andrade, Carlos Jereissati, Marcelo Itagiba, Raul Jungmman, dentre outros.A missão e obrigação do Lula, como Presidente do Brasil, segundo o combinado nos bastidores do Acordo que ele assinou antes de ganhar a eleição - as pesquisas davam como certa a sua vitória, ou seja, antes mesmo que fosse eleito (lembram-se desse acordo, que teve participação até do FMI?), é seguir à risca o que manda os PODEROSOS (leia-se banqueiros e grupos empresariais sionistas nacionais e estrangeiros) que, junto com Daniel Dantas, estão a ROUBAR DESCARADAMENTE o país. Lula já tomou posse comprometido com essa Máfia, então comandada pelo FHC, que estava deixando o poder e deu lhe plenos poderes para agir no Brasil enquanto era presidente. Foi por isso que FHC tanto gerou e amamentou o Daniel Dantas (para atender ao desejo e ordem dos sionistas - que estão pegando as nossas riquezas), como deu à luz e amamentou o Gilmar Mendes, para dar segurança jurídica para essa Máfia de Colarinho Branco agir sem risco de cadeia.Só que, parafraseando o grande Drummond, como no meio do caminho sempre tem uma pedra, neste caso, a "pedra" está sendo: (1) as operações da Polícia Federal Chacal e Satiagraha – tendo como diretor o Delegado Paulo Lacerda – sob o comando do Delegado Protógenes Queiroz; (2) a ABIN sob o comando do mesmo Paulo Lacerda; (3) o Ministério Público Federal, sob o comando do Procurador Rodrigo De Grandis; e (4) o Juizado de Primeira Instância - TRF 3a. Região, tendo os processos contra Daniel Dantas & Clube sob o julgamento do MM Juiz Fausto Martin De Sanctis.Sem dúvida, trata-se de uma pedra GIGANTE, que os ladrões da República, dentre eles LULA (que já está multimilionário), estão fazendo de tudo para destruir, mas que está resistindo até aqui, de forma louvável e VITORIOSA. Para a sorte do povo brasileiro, Protógenes Queiroz REVELOU PUBLICAMENTE, na CPI dos Grampos (naquela famosa sessão que teve o frustrado o propósito de destruí-lo), os planos do Acordo Guarda-Chuva (o Umbrella Agreement), em plena implementação desde o Governo FHC, e que ele descobriu na Operação Chacal, anterior à Satiagraha. Planos, estes, magistralmente conduzido por Daniel Dantas – comandante em chefe do "Acordo Guarda-Chuva", com o APOIO TOTAL E IRRESTRITO do COVERNO LULA. Isso explica a DECISÃO do Governo Lula de determinar a "prisão funcional" (Leandro Fortes fala sobre isso em sua crônica “Um grampo e uma farsa”) e posterior "exílio funcional" do Delegado Paulo Lacerda, paralelo ao afastamento funcional e processos criminais contra o Delegado Protógenes Queiroz. Lembram das ações do Ministro da Defesa Nelson Jobin e do Ministro da Justiça Tarso Genro e o acatamento submisso do Presidente neste sentido? E lembram, também, do II Pacto Republicano (que veio a seguir), assinado por Lula – Executivo, Gilmar Mendes /STF - Judiciário, José Sarney/Senado e Temer/Congresso – Legislativo? É preciso dar mais provas concretas de toda essa sórdida armação?A PARTICIPAÇÃO DO PRESIDENTE LULA NESSA SUJEIRADA TODA TÁ NA CARA. SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO TEM OLHOS PARA VER A VERDADE; QUEM QUER SE DEIXAR ENGANAR POR UM IDEALISMO INFANTIL E TOLO.O que o Brasil precisa, agora, é fazer valer a LEI e o respeito ao POVO BRASILEIRO, roubado, até aqui, em trilhões de reais, e prender a bandidada de primeiro escalão: Daniel Dantas e Cúmplices Diretos. Isto porque, os nossos parlamentares e as nossas autoridades dos Três Podres Poderes da República, cúmplices dessa PODEROSA MÁFIA, têm IMUNIDADE, ou seja, podem roubar os cofres e riquezas minerais públicos e perseguir funcionários inocentes que estão tentando salvaguardar esse dinheiro e essas riquezas, mas não podem perder seus cargos antes de serem processados, julgados e condenados. E como eles estão no PODER, manipulam a VERDADE para saírem ilesos dos crimes que cometem contra a Nação e o Povo Brasileiro que, MANIPULADO EM SUA DEFICIENTE VISÃO CRÍTICO-ANALÍTICA, enxerga apenas a SUPERFÍCIE da VERDADE, acreditando que o Lula é um coitadinho enganado, quando, na verdade, LULA FAZ O JOGO SUJO DO PODER.Portanto, não podemos nos esquecer, em nenhum segundo, que LULA FAZ PARTE DO CLUBE DE DANTAS, DO ACORDO GUARDA-CHUVA, DA MÁFIA QUE ROUBA O BRASIL. Vedarmos os olhos a essa VERDADE pura e cristalina, é fingir que somos burros. E isso, com certeza, EU NÃO SOU e VOCÊ NÃO É.
LEILA BRITO
leilabrito@letraporletra.com.br

3 comentários:

  1. Marilda Conceição de Oliveira10:41 PM

    Às 12:01 em 13 julho 2009, Leila Brito disse... Marilda, obrigada pelo seu comentário na matéria do Pedro Porfírio que posteio neste Blog: "Lula: um aluno bem aplicado do sistema". Ele veio avalizar a minha tese, que venho defendendo aqui no Blog, e em todos os espaços na Internet: a de que atrás do poder visível tem um poder invisível, que é PODER SIONISTA, que manda e controla o mundo. Daniel Dantas é judeu, e a primeira visita que ele recebeu na prisão, foi de um rabino. Embora nem todos os judeus sejam sionistas, tá na cara que esta visita é sintomática, concorda?

    Eu escrevo sobre isto, sobre o SIONISMO presente no poder da nossa República, nos espoliando e provocando toda essa corrupção, e ninguém, NINGUÉM faz coro comigo. Apenas alguns amigos que, como eu, são CENSURADOS em tudo quanto é blog. Menos no do Pedro Porfírio, no Protógenes Contra a Corrupção e no Observatório Político. Até o PHA me censura, você acredita nisto? Mas continuarei meu discurso para ver se as pessoas ACORDAM para a realidade dura de que somos subjugados pelos sionistas, porque tem um punhado de TRAIDORES DA PÁTRIA que, em interesse próprio, são aliados dele. E o LULA é um deles. E todos esses líedres políticos brasileiros da maioria dos partidos da Direita e até de alguns da Esquerda, como é o caso do PT.

    Você chegou onde eu imaginava (nos SIONISTAS Rothschild), com essa bela matéria do Pedro Porfírio, jornalista, escritor, político (ex-vereador no Rio de Janeiro), ex-prisioneiro político e torturado no regime da Ditadura. ELE SABE DAS COISAS. Viveu tudo isto. Visita o Blog dele, http://porfiriourgente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Marilda Conceição de Oliveira11:11 PM

    Sr. Porfírio/Leila; -os meus aclamos de nada adiantou a MP virou Lei na íntegra; o Mandabeira fugiu para junto dos ingleses, e o Sr. Lula foi firmar o G20 para o genócidio da floresta Amazônica em no máximo quatro anos.visando junto aos sionistas sómente lucro;-hoje, forças lutam para revogar a Lei "da MP458" que é inconstitucional. abaixo um dos meus apelos:

    São Bernardo do Campo, 11 de junho de 2009
    Excelentíssimo Senhor Presidente da República – Luiz Inácio Lula da Silva
    Senhor Presidente,
    Eu, Marilda Conceição de Oliveira, cidadã brasileira,quero viver no meu querido Brasil como minha avó até os 110 anos, com qualidade de vida, desfrutando da natureza pura e farta que Deus generosamente nos doou.
    Senhor Presidente, A MP 458/09 revogando a Lei 006431 de 1977, desejo que Deus lhe dê o dicernimento e o comprometimento com o povo brasileiro que nos seus 60% confiaram em ti não permitindo que nossas terras sejam doadas,vendidas,permutadas,desmatadas objetivando o lucro. Desmatamentos em Km2.: Aripuanã(MT)1.042– Novo Progresso(PA)760 – Altamira(PA)700 – Porto Velho(RO) 730 – Nova Maringá(MT)450 – Nova Bandeirantes(MT)400 – Itaituba)PA)300 – Rondon do Pará(PA)220 – Lábrea(AM330 – Buritis(RO)240 – Apiacás(MT)230 – Paranaitá(MT) 210 –Nova Mamoré(RO)330 – Marcelândia(MT)300 – alta Floresta(MT)240 – Jacareacanga(PA) -120 – Marabás(PA) – Santarém e Norte do Mato Grosso 330.290 hectáres da Floresta Amazônica ;170 assentamentos em floresta nativa com genícidio aos índios,quilombos e verdadeiros ocupantes e a função do Incra? E a função do IBAMA? ; dos 36 municípios da Amazônia que mais desmataram apenas 20% fizeram o cadastramento exigido pela governo federal os 80% fugiram e o Sindicato Rural pede a suspensão do recadastramento!! As comunidades indígenas mergulhadas em conflitos cada vez mais acirrados,muitas vezes resultando em mortes, quando como dívida histórica deveríamos protegê-los,demarcar suas terras e defender sua integridade à sociedade nacional,preservando seus valores,sua cultura e sua identidade.
    A escalada da violência ocorre em razão de dois fatores: o desinteresse dos governantes em coibí-la e a associação dos criminosos com membros do poder do Estado, que lhes garantem o sucesso das operações criminosas.OS DONOS DO MUNDO REAL provocam a luta de classes e promovem o crime organizado,tanto para lucrar,como para estabelecer válvulas de escape para a “panela de pressão” social. É a politização do crime como fator de distribuição de renda. Na realidade, tudo ocorre por omissão e comissão do próprio poder. Por desinformação da sociedade, o crime ramifica os seus tentáculos, protegido pela suposta democracia, cujo processo eleitoral é insuficiente,isoladamente para preservar o interesse público.
    No Brasil, tudo indica que a ação terrorista esteja em andamento e que poderá ser deflagrada a qualquer instante, com apagões, atentados, golpes e contragolpes.
    Levando em consideração que as Forças Armadas, vitimadas por doutrinas externas, têm sido estranguladas em sua operacionalidade com a redução inexorável do seu orçamento, com a modificação de conteúdos de estudos e com a redução criminosa dos salários, é muito provável que as forças contrárias aos interesses do Brasil já estejam agilizando a tomada do poder, a partir do caos.
    Senhor Presidente, A cultura é a maneira de viver de um grupo, sociedade ou país. Portanto, nesse sentido, não há homens sem cultura. Há sim, homens sem vergonha da cara, homens sem amor a pátria.
    Senhor presidente! Em sua posse de emoção me lembro que choraste e sómente chora por emoção o homen que tem vergonha na cara; por isso peço-lhe veemêntemente que cuide do nosso Brasil não permitindo que interesses estrangeiros depois de destruírem tudo que possuíam venha tomar o pouco que restou ao povo brasileiro. Sinto Sr. Lula, que o “verdadeiro” povo brasileiro poderá esperar do Senhor a melhor penderação em suas decisões.
    Com todo o meu respeito,
    Marilda Conceição de Oliveira
    ( e-mail)
    c/c:Pres.PGR,minis.Congresso,OAB

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista desde 1961, quando foi ser repórter da ÚLTIMA HORA, PEDRO PORFÍRIO acumulou experiências em todos os segmentos da comunicação. Trabalhou também nos jornais O DIA e CORREIO DA MANHÃ, TRIBUNA DA IMPRENSA, da qual foi seu chefe de Redação, nas revistas MANCHETE, FATOS & FOTOS, dirigiu a Central Bloch de Fotonovelas. Chefiou a Reportagem da Tv Tupi, foi redator da Radio Tupi teve programa diário na RÁDIO CARIOCA. Em propaganda, trabalhou nas agências Alton, Focus e foi gerente da Canto e Mello. Foi assessor de relações públicas da ACESITA e assessor de imprensa de várias companhias teatrais. Teatrólogo, escreveu e encenou 8 peças, no período de 1973 a 1982, tendo ganho o maior prêmio da crítica com sua comédia O BOM BURGUÊS. Escreveu e publicou 7 livros, entre os quais O PODER DA RUA, O ASSASSINO DAS SEXTAS-FEIRAS e CONFISSÕES DE UM INCONFORMISTA. Foi coordenador das regiões administrativas da Zona Norte, presidente do Conselho de Contribuintes e, por duas vezes, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social. Exerceu também mandatos em 4 legislaturas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, sendo autor de leis de grande repercussão social.