domingo, 22 de julho de 2007

PDT ELEGE ZEZÉ PARA O MOVIMENTO DOS APOSENTADOS

A eleição de Maria José Latgé para a presidência do Movimento dos Aposentados do PDT é um dos acontecimentos mais importantes na vida desse partido fundado por Leonel Brizola, provavelmente o único a ter em sua estrutura um segmento organizado de aposentados, pensionistas e idosos.
É o que pensa o vereador Pedro Porfírio, um dos fundadores desse partido, que exerce atualmente seu quarto mandato na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, dia 25, às 15 horas, Zezé tomará posse com um coquetel no Instituto Alberto Pasqualini, na Praça Tiradentes, ao lado do Teatro João Caetano.
Porfírio, que estará presente, espera o comparecimento de grande número de aposentados, pensionistas e idosos, especialmente do pessoal do Aerus, que, no seu entender, deve integrar-se nessa trincheira para reforçar a luta em defesa dos seus direitos.
“Desde os tempos de Brizola, o PDT sempre esteve á frente da causa da Varig e do seu pessoal. Hoje, além do nosso trabalho como jornalista e vereador, temos no deputado pedetista Paulo Ramos um aguerrido defensor dos variguianos” – lembra Porfírio.
Uma eleição consagradora.
Com mais de 99% dos votos válidos, em chapa única, Maria José Latgé se elegeu para a presidência do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Mapi) do PDT, nesta quarta-feira (18/7) - em eleição realizada na sede nacional da Fundação Leonel Brizola - Alberto Pasqualini, na rua do Teatro 39 - Praça Tiradentes. Zezé Latgé foi eleita em chapa única em substituição a Ronald Barata. Além dela o movimento elegeu a nova Diretoria, nova Comissão Fiscal e nova Comissão de Ética.
Assim ficou constituída a nova Diretoria do Mapi: Presidente – Maria José Latgé; vice-presidente – Moacir C. Lopes; secretário geral – Nilo Dias; secretário-adjunto – Maria José Ramalho; tesoureiro – Deusdete Ribeiro; tesoureiro-adjunto – Sonia Regina Martins Lopes; vogal – Luis da Silva Oliveira; Secretaria Jurídica – Feliciano Araújo; suplente – José Batista de Macedo; secretaria de comunicação – Apio Gomes; suplente – Carlos Alberto Marques Rodrigues. Líder do PDT na Alerj.
O Conselho Fiscal ficou assim constituído: Maria Ivete Pantaleão, Neyde Magalhães, Euclides Lopes – e mais os suplentes José Raimundo Tavares, João Soares de Moraes (Índio) e Luis Célio Pereira. A Comissão de Ética passou a ser integrada por Janete Brasilino Collier, Albertina Alves Néri e Suely O. Moraes. Suplentes – Roberto Ananias, Francisco C. Tavares, Luis Sérgio Caldiéri, Antonio Edilberto Veras e Amaro de Souza.

Um comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista desde 1961, quando foi ser repórter da ÚLTIMA HORA, PEDRO PORFÍRIO acumulou experiências em todos os segmentos da comunicação. Trabalhou também nos jornais O DIA e CORREIO DA MANHÃ, TRIBUNA DA IMPRENSA, da qual foi seu chefe de Redação, nas revistas MANCHETE, FATOS & FOTOS, dirigiu a Central Bloch de Fotonovelas. Chefiou a Reportagem da Tv Tupi, foi redator da Radio Tupi teve programa diário na RÁDIO CARIOCA. Em propaganda, trabalhou nas agências Alton, Focus e foi gerente da Canto e Mello. Foi assessor de relações públicas da ACESITA e assessor de imprensa de várias companhias teatrais. Teatrólogo, escreveu e encenou 8 peças, no período de 1973 a 1982, tendo ganho o maior prêmio da crítica com sua comédia O BOM BURGUÊS. Escreveu e publicou 7 livros, entre os quais O PODER DA RUA, O ASSASSINO DAS SEXTAS-FEIRAS e CONFISSÕES DE UM INCONFORMISTA. Foi coordenador das regiões administrativas da Zona Norte, presidente do Conselho de Contribuintes e, por duas vezes, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social. Exerceu também mandatos em 4 legislaturas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, sendo autor de leis de grande repercussão social.